Museu da Matemática

Prandiano Museu da Matemática

Vou contar um “causo”.
Ia eu para o trabalho quando um moço me pára na rua e pergunta onde fica o Museu da Matemática. Eu disse para ele que não havia nenhum museu nos arredores da minha casa. Ele andou mais alguns metros e perguntou para outra pessoa, que apontou uma rua e disse “é ali”.

Morri de vergonha né.

Em um domingo desses resolvi entrar na tal rua e procurar o Museu. E lá estava ele! A duas quadras da minha casa.O museu pertentece ao professor Aguinaldo Prandini Ricieri, do Instituto Tecnológico de Aeronáutica – Departamento de Estudos Avançados em Propulsão de Foguetes. Pelo que pude averiguar, ele lecionava no Anglo, mas três anos atrás passou a prestar consultoria para a Petrobrás e não conseguiu mais se dedicar ao cursinho. Aí surgiu a idéia do Museu.

O prédio tem quatro andares, divididos em laboratórios e salas de aula. As aulas acontecem apenas nos finais de semana, e são Matemática Aplicada, módulos -2, -1, 0, 1, 2 e 3. Tive a sorte de chegar bem durante uma das palestras do prof. Aguinaldo. Ele dá apenas seis palestras por ano, e pelo que entendi, são disputadíssimas. Conversei com alguns alunos que ciculavam pelo prédio e notei que eles se pélam de medo do mestre, mas concordam que ele é um gênio. Tentei fotografar um dos laboratórios e um moço entrou em pânico com a possibilidade de o professor “não gostar” de eu tirar fotos.

Assisti um pouco da palestra sentada no chão com várias outras pessoas que não conseguiram lugar no auditório do museu. O professor demonstrava de onde vieram as fórmulas e quais as aplicações práticas da matemática que nos é empurrada goela abaixo no colégio. Realmente muito interessante. Fiquei cheteada por não ter ficado sabendo antes. Gostaria de ter chegado no início.

O Museu possui vários experimentos interativos, mas o que chama mesmo a atenção é uma particularidade: a enorme quantidade de quadros, ocupando todas as paredes livres. Retratos de matemáticos e pensadores de todas as épocas.

Museu da Matemática

Fiquei altamente tentada a fazer o curso de finais de semana. Não sou muito fã do estilo professor de cursinho, com muitos gritos, frases de impacto e piadinhas, mas o conteúdo realmente faz valer a pena. Ainda estou considerando a possibilidade.

Infelizmente não lembrei de perguntar o preço, mas vou fazer isso e faço um update aqui.

Quem quiser visitar, fica na Rua Gaspar Lourenço, 64 – Metrô Ana Rosa – SP. (12) 3931-7281
O site é tosco, mas informativo.

2 Responses

  1. Juliana Lopes 17 de junho de 2012 at 15:40 #

    Olá,
    Gostaria de saber se o museu abre na semana e se paga para entrar.

    Att,

    Juliana Lopes

  2. Erica Duarte Alencar 20 de outubro de 2013 at 18:16 #

    gostei quero ir pessoalmente e irei fé em Deus

    gostei de ver nas fotos nainternet

Leave a Reply